Izolda tuitou

 

Estive nesta sexta-feira em Marco, Acaraú e Massapê para inaugurações, assinatura de ordens de serviço e anúncios de investimentos. Em Marco participei da entrega de uma escola na zona rural do município.

O dia

Caráter vem da boa educação familiar e social, a perda do caráter vem de más influências tanto na família como fora dela e a total inexistência de caráter vem da falta de humanidade.

Choveu agorinha. Pena que nem toda chuva limpe o lixo das mentes doentias.

Bom dia

 Bolsonaro se recusa a receber presidente de Portugal por causa de Lula


Marcelo Rebelo de Sousa deve se encontrar com o petista neste domingo (3); irritado, presidente brasileiro desmarcou encontro no Planalto na segunda (4) Foto - Observador
Jair Bolsonaro cancelou a reunião com o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa (foto), que estava marcada para esta segunda (4).
Rebelo de Sousa, que desembarca no Brasil neste sábado (2), deve se encontrar com Lula no domingo (3).
Segundo informação de O Globo, confirmada por O Antagonista, Bolsonaro ficou irritado com a informação e ordenou ao Itamaraty que suspendesse o encontro no Palácio do Planalto.
Desse modo, o presidente português irá apenas ao Rio de Janeiro e a São Paulo, onde também deverá se reunir com Michel Temer.

Isso pode, Arnaldo?


Senado pode institucionalizar compra de votos no Brasil, dizem especialistas

Advogados questionam pedalada regimental do Congresso para permitir pagamento de programas sociais em ano eleitoral
Senado pode institucionalizar compra de votos no Brasil, dizem especialistas
Foto: Alan Santos/PR

A possibilidade de aprovação de uma Proposta de Emenda Constitucional para aumentar o valor do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 e para conceder um vale-diesel de R$ 1 mil a aproximadamente três meses das eleições de outubro é vista como a institucionalização da compra de votos no Brasil.

Para especialistas em direito público, eleitoral e constitucional ouvidos por O Antagonista, a pedalada regimental não deve isentar Jair Bolsonaro de eventuais processos por abuso de poder político.

Para tentar livrar o presidente da República de uma acusação de compra de votos, a emenda constitucional prevê uma nova decretação de estado de emergência, agora “decorrente da elevação extraordinária e imprevisível dos preços dos combustíveis”.

Em teoria, a PEC vai se sobrepor à Lei das Eleições, que proíbe a criação de programas assistenciais em ano eleitoral. Assim, em tese, Jair Bolsonaro se livraria de um eventual processo por abuso de Poder Político e Econômico. Na prática, a realidade é outra.

Alguns especialistas recordam que a situação hoje é semelhante ao do ex-governador da Paraíba Cássio Cunha Lima. Lima foi cassado em 2007, após ele ter sido acusado de distribuir 35 mil cheques – valor total de R$ 4 milhões na época (R$ 13 milhões, em valores atuais) – a cidadãos carentes em um programa criado às vésperas das eleições. Na época, o governo também argumentou que tinha criado o programa para erradicar a pobreza no estado.

O doutor em direito público pela Universidade Federal de Santa Catarina, Marcelo Peregrino, afirmou que a alta no preço dos combustíveis não pode ser utilizada como subterfúgio para a decretação de uma situação emergencial.

Na visão dele, a emergência deve ser decretada apenas quando fica configurada “situação anormal provocada por desastre que causa danos e prejuízos que impliquem o comprometimento parcial da capacidade de resposta do Poder Público”, o que não seria o caso da política de preços dos combustíveis.

“A emergência só ocorre em situações de fato, não em situações jurídicas instituídas por norma legislativa. Nem com banda de música ou por meio de um tratado internacional da ONU posso dizer que a há emergência onde ela não existe”, disse Peregrino, que é membro da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Politico – Abradep.

“Essa PEC é um absoluto delírio. É uma tentativa até vulgar de abuso de poder. Isso fere a própria ideia de uma eleição livre, limpa, íntegra. Estão tão preocupados com a atuação da Justiça Eleitoral sobre o pleito e o que se vê agora é uma tentativa de acabar, por emenda constitucional, com as eleições livres no Brasil. Se admitirmos isso, vamos institucionalizar a compra de votos”, acrescentou.

Já Juliana Vieira dos Santos, doutora em Teoria do Estado pela Universidade de São Paulo e Conselheira da Associação de Advogados de São Paulo, declarou que a PEC é claramente inconstitucional.

“A própria constituição tem princípios e uma emenda não pode se sobrepor a eles, como os princípios da moralidade ou da finalidade (que está sendo desviada ao criar benefícios com propósito eleitoreiro). A constituição veda condutas que possam afetar a igualdade de oportunidades no pleito eleitoral”, acrescentou.

Já Cristiano Vilela, sócio do escritório Vilela, Miranda e Aguiar Fernandes Advogados, especialista em Direito Público, afirma que, apesar da polêmica, a alteração constitucional pode blindar o presidente da República de uma eventual cassação de mandato.

“Essa proposta vai ser submetida ao parlamento e o parlamento vai dar aval a ela. Não existe elemento algum que fira cláusula pétrea para ser alvo de controle de constitucionalidade pelo Poder Judiciário”, declarou.

O Senador aprovou a proposta que seguiu pra Camara dos Deputados. Só o senador José Serra foi contra.

O dia


Hoje não choveu de madrugadinha, como vem ocorrendo. E fez calor. Não adiantou abrir as janelas que a frescura da manhã não chegou. As portas, frestas e janelas não assobiaram. O transito deu um cala-boca, como se tivesse combinado com dois sanhaçus, um casal de bentivis, uma rolinha fogo-pagô que vive de chamar companheiras pros folguedos perto da igreja da Saúde, cantou solitária e uns periquitos australianos, de um apartamento do prédio vizinho começaram a reclamar da vida bem cedim. Aliás, nunca sei se periquito australiano,que passa o tempo todo arrulhando, tá cantando ou reclamando. É um fuxico só a cantilena lá deles. Daí que esta sexta feira vem assim. Cara de calor, mas o cajá-umbu tá garantido, a paçoca tá garantida, o queijo de coalho e o feijão verde estão devidamente escutando a conversa pra baião de mais tarde.  Tem maxixe e quiabo assegurados. A tal da "Aviador" ficou só no retrato, daí que vai o estiver na linha de tiro, que ninguém é de ferro. Agora preste atenção pra não perder o trem. Aliás, falar em trem, soube que o Vera Cruz, o maravilhoso trem que tanto me carregou entre o Rio e Congonhas do Campo, vai voltara rodar. E quando falo ainda sinto o cheiro do café da manhã servido a bordo, aí pelas seis da manhã, antes de chegar a Minas...Ô vida veia mais ou menos, viu...

Governo festeja equipamentos no Museu do Eclipse em Sobral

 

Novo equipamento do Museu do Eclipse vai aproximar juventude do saber científico

Com 26 experimentos para incentivar o conhecimento, o Centro Interativo de Ciências foi inaugurado pela governadora Izolda Cela

Sobral recebeu, nesta quinta-feira (30), sua mais nova atração interativa, que funciona dentro da estrutura do Museu do Eclipse. É o Centro Interativo de Ciências, que proporciona uma experiência imersiva e que vai entregar muito mais conhecimento científico aos seus visitantes. O evento de inauguração contou com a presença da governadora Izolda Cela, recepcionada pela vice-prefeita de Sobral, Cristiane Coelho.

São 26 experimentos interativos com base na luz, parte de uma iniciativa de modernização dos espaços científicos e históricos de Sobral. O espaço propõe uma experiência mais dinâmica para o público. “É uma alegria imensa estar aqui, e entregar um equipamento com tudo o que há de mais moderno e da melhor qualidade para garantir a interação construtiva de aprendizagem. Que promova o interesse mesmo para aquelas pessoas que não têm conhecimento prévio de Física e, assim, possa também despertar para as boas perguntas que a Ciência pode responder”, ressaltou a governadora Izolda Cela.

O Governo do Ceará apoiou a modernização do equipamento ao realizar a aquisição do novo maquinário do centro instalado no Museu do Eclipse, adquirido por meio da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece). O investimento foi de cerca de R$ 5 milhões, captados por meio do Programa de Modernização Tecnológica do Ceará (Promotec II). Outros R$94 mil foram investidos pela Prefeitura de Sobral.

A vice-prefeita de Sobral, Cristiane Coelho, exaltou a capacidade não só de aprendizado, mas turística do equipamento. “Recebemos com alegria esse museu interativo, onde nossos estudantes poderão vir aqui fazer seus estudos e suas pesquisas. Mas, além disso, um lugar de fomentar a cultura e fomentar o turismo científico para nossa cidade e Região Norte”.

Entre os aparelhos adquiridos, destaque para o Holograma de Einstein, o Leitor de Bola de Cristal, o Quebra-Cabeça a Laser e a Bicicleta de Relatividade. As atividades interativas incluem ainda a Harpa a Laser que, conectada a um sintetizador, produz som a partir da interrupção dos feixes de luz. Os outros equipamentos são: Raios de Luz 3D; Máquina do Olho; Holograma Especular; Luz Destilada; Interação de Ondas; Capacetes de Difração; Fluído Birrefringente; Arco-Íris da Areia; Microondas e Luz; Microfone Laser; Pong de Buraco Negro; Lente Gravitacional; Paradoxo dos Gêmeos; Órbitas; Toque O Início do Universo (Big-Bang); Óptica Ativa; Espelho Respirante; Câmera Infravermelha; Fotografia da Gota de Água; Radiotelescópio e Empurrão no Espaço.

Para o secretário de Educação de Sobral, Herbert Lima, o equipamento também vai para além das questões educacionais, pois aproximam os conceitos mais abstratos da população em geral. “A parceria entre a Prefeitura de Sobral e o Governo do Ceará permitiu a aquisição de equipamentos e experimentos que vieram da Alemanha, desenvolvidos por uma empresa especializada na área de educação científica. E assim vamos possibilitar aos estudantes experimentar uma série de conceitos da Ciência, principalmente esses conceitos técnicos que envolvem a luz, experimentos científicos sobre ótica, ondulatória. Isso tem um significado importante porque vai compor o conjunto de equipamentos que fazem parte aqui do Parque da Luz. Agora temos o Planetário de Sobral, o Museu Histórico do Eclipse e, agora, o Centro Interativo para atender e disseminar cada vez mais a Ciência”, explica.

Promotec

Os equipamentos se somam a outros já adquiridos por meio do Promotec para Sobral, como o projetor digital do Planetário de Sobral. Da marca alemã Zeiss, o projetor utiliza inteligência artificial e opera em terceira dimensão com resolução 4K.

Em sua segunda edição, o programa tem promovido a modernização tecnológica em áreas estratégicas para o desenvolvimento do Estado, tais como segurança pública, educação, finanças públicas, meio ambiente e saúde, por meio da aquisição de equipamentos e de serviços de ponta. O Promotec é coordenado pelo Governo do Ceará, por meio da Secitece.

Finalizando a entrega e visitando o equipamento, Izolda Cela pontuou a importância da continuidade nos projetos em prol da população de Sobral e do Ceará. “Equipamentos como esse se devem a uma ação de continuidade, de sustentabilidade e de uma boa política. A política que faz com que as obras, as ações e os projetos se expandam e ganhem mais qualidade, fiquem melhores para a cidade. E que façam o Ceará brilhar cada vez mais”, finalizou a governadora.

Não deu certo

 Fortaleza sofre empate do Estudiantes e se complica na Libertadores

O Fortaleza saiu na frente, mas cedeu o empate em 1 a 1 ao Estudiantes (ARG) no jogo de ida da fase mata-mata das oitavas de final da Libertadores, na noite de hoje (30), na Arena Castelão, no Ceará, e se complicou para conquistar a classificação no jogo de volta, que será disputado na Argentina. 

Tudo sobre o jogo está no face do macario

Capa do jornal OEstadoCe


 

Coluna do macário batista para o dia 01 de julho de 2022

 M Dias Branco paga R$ 350 milhões pela Jasmine



A M Dias Branco acaba de comprar a Jasmine, dobrando sua aposta nos alimentos saudáveis — um segmento que tem margens mais gordas e cresce acima do mercado tradicional de massas e biscoitos. A dona de marcas como Adria e Piraquê está pagando cerca de R$ 350 milhões pela Jasmine, apurou o Brazil Journal. A empresa teve um faturamento de R$ 180 milhões ano passado com margem bruta de 45%. A expectativa é fechar este ano com uma receita de R$ 200 milhões. A margem EBITDA da Jasmine é “potencialmente maior que a da M Dias Branco,” o diretor de RI, Fabio Cefaly, disse ao Brazil Journal. “O importante nessas aquisições é olhar a margem bruta e se tem potencial de crescimento, porque depois que colocamos as empresas na nossa estrutura, e que tem a diluição de SG&A, a margem EBITDA melhora muito,” disse ele Os carros-chefes da Jasmine são granolas, cookies integrais e pão sem glúten, produzidos em sua fábrica em Campina Grande do Sul, a 26 quilômetros de Curitiba. Fundada em 1990 por um casal no Paraná, que começou fazendo os produtos em casa, a Jasmine foi vendida em 2014 para a Nutrition et Santé, uma empresa francesa que pertence ao grupo japonês Otsuka, do setor farmacêutico. A Nutrition “fez um trabalho muito bom nos últimos anos, investiu bastante na fábrica, que tem equipamentos de primeira,” disse Fabio. “Entramos agora para acelerar e dar o próximo passo.” A Jasmine já está presente em 23 mil pontos de venda, com 50% do faturamento vindo do Sudeste e do Estado de São Paulo. No Nordeste, onde a M Dias Branco domina, a presença ainda é relativamente tímida. A M Dias Branco deve usar sua força comercial — que levou seus produtos para mais de 100 mil pontos de venda — para pelo menos dobrar a distribuição da Jasmine nos próximos anos. “O faturamento deles eu acho que é possível dobrar até antes aumentando o giro da marca nos pontos que eles já estão,” disse Fabio. Para isso, a empresa vai ampliar os investimentos em marketing e usar seus promotores de venda para melhorar a exposição das marcas da Jasmine. A aquisição de hoje vem sete meses depois da M Dias Branco comprar a Latinex, dona de marcas como a Fit Food, em seu primeiro investimento no mercado de alimentação saudável. Apesar de operarem no mesmo nicho, a Fit Food e a Jasmine tem portfólios complementares, com a primeira focando em snacks salgados. A aposta na saudabilidade faz parte da estratégia da M Dias Branco de entrar em novas categorias que tenham preços médios maiores e produtos com maior valor agregado. A companhia também quer crescer em outras duas avenidas: expandir seu negócio core fora do Nordeste e com aumento de rentabilidade; e internacionalizar o negócio, o que pode ser feito via M&As (hoje, as exportações representam apenas 3% do faturamento.)

A frase: "Ser humilde não é ser menor que ninguém, mas saber que não é maior que ninguém." Reflexão do Zé Povim. .
 
Mínimas históricas (Nota da foto)
A aquisição vem num momento em que a ação da M Dias Branco está perto das mínimas históricas — em linha com o mercado em geral mas também reflexo de um contexto macro complicado para o negócio da empresa. A inflação — e um rali épico do trigo — estão pressionando as margens da M Dias Branco, que tem tido dificuldade em repassar os aumentos para o consumidor final. No primeiro trimestre, a gigante cearense reportou margem EBITDA de 5%, em comparação a uma margem histórica de 17%. Fabio Cefaly disse que gradativamente os números estão voltando para os níveis normais: em março, a margem EBITDA já foi de 10%. M Dias Branco foi assessora pela Estáter e pelo Pinheiro Neto. A Nutrition et Santé foi assessorada pela Seneca Evercore e pelo Tozzini Freire. Com Brazil Journal.

Imprensa engajada
Em mais uma medida populista para produzir modicidade tarifária por canetada, a Câmara dos Deputados aprovou um requerimento de urgência para um Projeto de Decreto Legislativo que suspende o reajuste da Enel Ceará – e já há políticos querendo expandir a ideia para todo o Brasil.

Proposta do Domingos Neto
O PDL 94/22 – proposto pelo deputado cearense Domingos Neto – quer impedir o reajuste anual de 24% da Enel Ceará já calculado e aprovado pela Aneel, a agência reguladora do setor. O argumento é que o reajuste é muito acima da inflação e vai pesar no bolso do consumidor.

410 não é meia dúzia
Por enquanto, o projeto ainda não tem data para ser votado, mas com o requerimento de urgência (aprovado por 410 deputados), ele passou na frente de outros projetos e pode ser pautado no curto prazo pelo presidente da Casa, Arthur Lira.

Opinião do Brazil Journal
"Como más ideias tendem a se disseminar mais rápido do que você consegue falar “populismo econômico”, a preocupação do setor elétrico é de que os deputados tentem expandir a decisão para outras distribuidoras.".


Bom dia

 


TRE-CE confirma cassação de prefeito, vice e vereadores de Pacujá

O Pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), confirmou, na sessão desta quinta-feira, 30/6, a decisão que cassou os diplomas do prefeito de Pacujá, Raimundo Rodrigues de Sousa Filho, do vice-prefeito, José Silva de Abreu, e dos(as) vereadores(as): Francisco Antônio de Oliveira Júnior, Lincélica Maria Ribeiro, Washington Luís Alcântara e Braz Rodrigues Alves, por abuso de poder econômico e captação ilícita de sufrágio.
De acordo com os autos do Recurso Eleitoral nº 0600437-74.2020.6.06.0079, a partir de investigações realizadas na operação ‘mensalinho’, no município de Pacujá, foram analisados dados de aparelhos celulares. As informações obtidas revelaram “(...) um esquema envolvendo captação ilícita de sufrágio e abuso de poder econômico por parte do candidato a prefeito Raimundo Rodrigues de Sousa Filho, seu vice José Silva de Abreu, vereadores de seu partido e familiares, em troca de vários benefícios aos eleitores, tais como: compra de passagens aéreas, entrega de materiais de construção, depósito de valores, entrega de dinheiro em espécie, dentre outros (...)”.
No voto, a relatora do recurso, juíza Kamile Castro, afirma: "A gravidade das condutas salta aos olhos e se mostrou apta a comprometer a legitimidade do pleito de 2020 no município de Pacujá, seja pela forma, data, valores e quantidades envolvidas e empreendidas, tanto direta como indiretamente, pelos candidatos, como por terceiros a favor daqueles". O voto da relatora foi seguido pelos membros da Corte do TRE.
Além da cassação dos diplomas, a decisão aplicou multa no valor de 50 mil ufir e sanção de inelegibilidade para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes à eleição em que se verificou a conduta ilícita (art. 22, XIV, da LC nº 64/1990) ao prefeito de Pacujá, Raimundo Rodrigues de Sousa Filho, ao vice-prefeito, José Silva de Abreu, e aos(às) vereadores(as): Francisco Antônio de Oliveira Júnior, Lincélica Maria Ribeiro, Washington Luís Alcântara e Braz Rodrigues Alves.

O acórdão também manteve a sanção de inelegibilidade por abuso de poder econômico para Raimundo Rodrigues de Sousa, Luciray Jefferson Rodrigues de Sousa e Thallyta Miranda de Abreu.