Diplomata à frente do meio ambiente


Diogo Schelp
Diplomata ficará a cargo de combate a mudanças climáticas, diz Salles

Ricardo Salles, ministro do Meio Ambiente, diz que o diplomata de carreira Marcus Paranaguá, atualmente conselheiro na embaixada do Brasil em Buenos Aires, será o novo chefe da Secretaria de Relações Internacionais, encarregada do combate às mudanças climáticas. "Ela passará a se chamar Secretaria de Clima e Relações Internacionais e terá um perfil mais executivo", diz Salles. O diplomata assumirá o cargo em maio e, até lá, as funções serão desempenhadas por um interino da própria equipe do ministério. A secretaria era comandada desde janeiro de 2019 pelo também diplomata Roberto Castelo Branco Coelho de Souza. Na quarta-feira (26), foram publicadas as exonerações de Souza, de seu vice e de um coordenador. Segundo Salles, Roberto Castelo Branco saiu por motivos de saúde. "Aproveitamos e mudamos tudo", diz o ministro. Trata-se de uma área sensível para a atual gestão do Ministério do Meio Ambiente, que é acusada por ONGs e governos estrangeiros de não cooperar nos esforços contra o aquecimento global. Roberto Castelo Branco chegou a ser vaiado em agosto do ano passado em um evento em Salvador (BA), ao apresentar dados de desmatamento. Ele teve de sair escoltado do simpósio.
 

Foto - Marcos Paranagua é esse senhor ai, ao lado de quem estou numa tarde friorenta de NY.

Um comentário: