Quando chove a verdura baixa

Preço de frutas e verduras seguem em queda na Ceasa-CE

A queda de preços tem se refletido com intensidade na Ceasa-CE, a exemplo do abacate, que vem da região da Ibiapaba e chega ao mercado em grande escala, fazendo seu preço cair de R$ 6,00 para R$ 3,50 o quilo, representando um declínio de – 41,7%. Além da produção da Ibiapaba, a fruta também ingressa no mercado local vindo de São Paulo e Minas Gerais.
Com produção local de Maranguape, o preço da acerola também despencou cerca de 40% e o quilo está sendo vendido a R$ 2,50 na Ceasa em Maracanaú. Em plena safra também está a manga jasmim, produzida no litoral leste do Ceará, vendida a R$ 1,70 o quilo, queda de 10%.
Devida às boas colheitas e a chegada das chuvas, o preço do melão amarelo cultivado no Vale do Jaguaribe também caiu para R$ 1,50 o quilo. A melancia também se destaca com preço convidativo e com forte produção do Ceará, sendo comercializada a R$ 1,00 o quilo.
Nas hortaliças, as maiores quedas registradas foram para o jerimum caboclo e abóbora (-16,7%), que estão sendo comercializados entre R$ 2,00 a R$ 2,50 o quilo. Em seguida, vem a batata doce, que se mantém com preço estabelecido entre R$ 1,00 a R$ 1,50 o quilo.
Com produção de Baturité, Bahia e Minas Gerais, o preço da cenoura despencou mais uma vez, passando a ser vendida por R$ 2,70 o quilo. O milho verde permanece com preço favorável ao consumidor, sendo vendido por R$ 0,50 a espiga.
Já o feijão verde se mantém com o preço de R$ 9,00 o quilo. De acordo com Odálio Girão, analista de mercado da Ceasa-CE, a safra ainda não chegou ao mercado em grande escala, o que faz com que o produto esteja com preço elevado. “Mas, em março o preço poderá vir a declinar,” explica ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário